democracia e dívida

Abril, o fascismo, os partidos e a Democracia

In Noticias on 01/04/2014 at 9:58 pm

É Abril outra vez. Desta feita, passam 40 anos da revolução. Um número redondo, bonito, que já é quase uma vida. A 25 de Abril de 1974, o fascismo foi derrotado e com a ajuda dos militares, o povo tomou as ruas exigindo, conquistando e celebrando a Liberdade. Foi um momento único que o Democracia e Dívida celebra profunda e sentidamente.

A 25 de Abril de 74 o povo derrotou o fascismo e conquistou a Liberdade. E com ela também a Democracia. Ao fazê-lo não exigiu partidos – isso veio depois, por sugestão de alguns, qui ça se por falta de alternativas oferecidas, à época, por outros. Exigiu sim, algo de mais geral, mais simples, não necessariamente concretizável na sua plenitude, mas quem sabe talvez precisamente por isso mais aberto, multifacetado, e perfeito: Democracia.

Há hoje quem entenda que Democracia implica "partidos políticos", assomando com o fascismo ao voltar da esquina caso os partidos desapareçam e outras formas de Democracia sejam implantadas. É um risco que reconhecemos. E de facto, sabemos bem que há quem sonhe com aproveitar, por exemplo, a abertura dos movimentos sociais, das Auditorias Cidadãs, das lutas contra a corrupção, ou até as lutas pela Democracia Directa para alcançar um poder totalitário, de uma só pessoa ou de um só partido. Tudo isso são práticas que, embuídos no espírito de Abril, frontalmente rejeitamos e combatemos através do Democracia e Dívida.

Mas também constatamos que há quem se esconda atrás do risco de fascismo para defender o actual sistema representativo parlamentar, pretendendo com isso argumentar que não é possível Democracia sem as falhas que tantos reconhecem e apontam ao sistema de representação partidária. Gente para quem uma simples proposta de melhoria nas premissas do actual sistema democrático é prontamente assinalada como um tremendo risco de fascismo, assustando a população e subalternizando-a. Embuídos no espírito de Abril, também rejeitamos estas práticas. Os "partidos políticos" não são a única alternativa ao fascismo. Muito pelo contrário, ao serem insistentemente afirmados e celebrados como única forma possível de governação democrática numa altura em que larga fracção da população desconfia deles, arriscamo-nos a alimentar o próprio fascismo que dizemos combater.

40 anos, é quase uma vida. No Democracia e Dívida procuraremos sempre repensar e melhorar a Democracia no espaço de Liberdade que há 40 anos alguns de nós ajudaram a conquistar e que hoje todos honramos e defendemos. É nessa defesa que exigimos uma auditoria cidadã à dívida, democrática, independente das instituições e fortemente blindada aos interesses partidários. É nessa defesa que apontamos as falhas do actual sistema democrático e as melhorias que consideramos necessárias e que são alcançadas noutros países e contextos. É nessa defesa que alertamos para a subserviência do actual sistema democrático à dívida e para a deterioração galopante que a própria Liberdade actualmente sofre por via da exploração, do sofrimento, da miséria e da repressão policial. É nessa defesa que exigimos a suspensão do pagamento da dívida e a anulação de todas as dívidas ilegítimas. É nessa defesa que apelamos à mobilização informada e crítica da população que gere a ruptura democrática necessária à libertação do torniquete da dívida. É nessa defesa que praticamos o debate democrático na rua, ouvindo aquel@s que partilham connosco o espírito e o sonho de Abril, e que continuam a procurar conquistá-lo e melhorá-lo. A cada esquina. Todos os dias.

Viva a Liberdade! 25 de Abril Sempre! Fascismo nunca mais! Juntos Podemos!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: